quarta-feira, maio 13

Fotos da Marcha em Porto Alegre




Fotos abaixo: João Barreto



Celebração da paz e da democracia.



Cartaz numa bicicleta: "Preconceito - nem morto".



Marcha da Família Consciente.



Você tem medo de conversar sobre drogas?
Gostaria que a BM agredisse pessoas na marcha?



Uma manifestação pacífica. Muitas pessoas sorrindo.
Isso 90% da mídia não quis mostrar.



Uma tarde como todas as outras no Parque da Redenção.



Cidadãos e cidadãs colorindo a paisagem de Porto Alegre.





Fotos abaixo: Guilherme dos Santos



Uma apologia à coexistência é uma apologia à vida.

10 comentários:

Anônimo disse...

Linda manifestação... que isto sirva de exemplo, contra a hipocrisia...

syl disse...

como é q eu num fico sabendo de um troço desses tche!

Anônimo disse...

pq vc se vê que vc nao tava ligado,rs

Anônimo disse...

Tenho 51 anos, sou mae de filhos ja crescidos e com suas vidas bem encaminhadas.Nao sei se sou a favor ou nao da liberaçao, honestamente ainda nao consegui chegar a uma conclusao. Mas achei otima essa manifestaçao pq faz com que pessoas como eu tragam o assunto a debate. Me orgulho muito dessa rapaziada que se dispoe a levantar esse assunto. Obrigada, gurizada boa!!!!!

Anônimo disse...

As pessoas na marcha parecem estar muito saudáveis!

Anônimo disse...

Então, fumar maconha faz bem agora...

Princípio Ativo disse...

À leitora anônima: ficamos felizes com seu comentário. Cumprimos nosso objetivo, que não era o "liberar para fumar", mas sim o de trazer o assunto à tona da maneira mais abrangente possível, e de quebra, tentar desconstruir o preconceito, o tabu e a desinformação, que tanto são alimentados na mídia.

Ao leitor anônimo abaixo: Não entendemos, você esperava o que, que elas parecessem "doentes"? Bem, doença e saúde são temas recorrentes aqui no nosso blog. O que podemos ver como manifestação de saúde, nestas fotos, é a liberdade de expressão; é o fato de pessoas falarem o que pensam, se colocarem contrárias ao preconceito. Isso é um grande sinal de saúde sim.

Ao leitor anônimo mais abaixo ainda: Sua opinião é interessante, e nessas horas sempre respondemos assim: se você acha que fumar maconha é um ato SEMPRE saudável, ou então que é um ato SEMPRE doentio, nos dois casos, você está errado.

Infelizmente vivemos em uma cultura do 8 ou 80, e é difícil pra algumas pessoas perceberem que as drogas não se encaixam nestes extremos. Todas as drogas têm um potencial para causar danos, mas isto não está na droga, está na pessoa que a usará, nas condições dela. O álcool é o maior problema de saúde pública - mas isso não impede que milhares de pessoas bebam cerveja e que isto não represente um problema. Se você vê pessoas sorrindo numa marcha da maconha e pensa automaticamente que "maconha sempre faz bem", está errado. Ficamos felizes em avisá-lo. E temos certeza de que, se drogas como a maconha fossem regulamentadas, as pessoas que usam poderiam pensar sua relação com ela de uma forma mais madura. O que não podemos aceitar é que uma lei praticamente obrigue todas as pessoas a se enquadrarem na condição de "doentes", ou "criminosas". Uma lei deve dar conta da realidade, o que inclui, também, os usos não problemáticos de maconha. Do contrário, será uma lei ineficaz e medieval, que em nada contribuirá para a Educação sobre drogas, muito menos para a Saúde Pública.

Anônimo disse...

O meu "saudáveis" era para as pessoas hipocritas que tratam usuários de drogas proibidas como doentes terminais,todos sabemos que um carro cheio de drogas e armas não faz mal a ninguem mas sim quem dirige que faz.

Marcelo Sizer disse...

Marcha do Riso 2009!
Marcha do Alto Astral 2009!
Marcha das pessoas do bem 2009!
Marcha da Maconha 2009!

Dênis disse...

Desde a Parada Livre, promovida pelo nuances, Porto Alegre não via ativistas tão sorridentes. Creditar isto apenas aos efeitos da planta seria uma grande bobagem. A verdade é: exercer cidadania faz bem à saúde, e torna às pessoas muito mais felizes.

Entretanto, temos de ter cuidado. Já diz Ivan Lins: "É bom você saber que quanto mais feliz você, mais você incomoda. É foda...".

[ ]s!