domingo, setembro 20

Usos terapêuticos da maconha - um panfleto.

O panfleto abaixo seria distribuído inicialmente durante a Marcha da Maconha de Porto Alegre 2009. Como o resultado de nosso sofrido Habeas Corpus saiu poucas horas antes do evento, não arriscamos fazer a impressão, temendo que tudo virasse fumaça no DENARC (queimam de tudo naquela incineradora!).

Ao invés disso, aproveitando os holofotes sobre mais uma Semana Farroupilha (evento no qual gaúch@s tradicionalistas comemoram a sua miséria), falamos de outra erva psicoativa que, assim como a maconha, também é amplamente usada no estado nas rodas de amig@s: a ilex paraguayensis, o popular CHIMARRÃO.

Baixe, imprima, divulgue pelos pagos afora. Ou simplesmente leia e divirta-se:

Clique aqui para ampliar.
Imprima em uma folha A4, dobre em três partes.


Texto idealizado por:

Douglas Engelke (graduando em Biologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pesquisador em psicofarmacologia), e outros membros do coletivo Princípio Ativo.

Diagramação/Layout: Schon. 

5 comentários:

Frei Nando - Vulgo Fernando Rivelino disse...

Olá Coletivo!

Já tinha visto o site de vocês, que por sinal gostei bastante. Sou do RJ-capital e antiproibicionista. Atualmente estou inclusive com a idéia de fazer alguns graffits aqui no RJ sobre a questão da proibição e da associação do usuário a criminalidade e a doença.

Enfim, gostaria de trocar uma idéia sobre o mov. anti-proibicionista brasileiro, inclusive pelo meu desejo de participar ativamente aqui no RJ por algum mudança.

Se alguem do coletivo quiser/puder trocar uma idéia, meu msn é: fernandoacrata@hotmail.com

Site que tenho escrito sobre história das drogas:
www.istikhara.deliriocoletivo.org e outro blog: www.muitaluz.blogspo.com

Um abraço,
Fernando.

Anônimo disse...

nem ta abrindo o panfleto...

Bruno Rohde disse...

Salve Princípio Ativo!

Sou gaúcho, mas atualmente moro em Salvador - Bahia, onde sou membro da rede antiproibicionista ANANDA (a propósito, falta pouco pra Marcha daqui, dessa vez liberada..). Escrevo aqui para parabenizar vocês pelo conteúdo do blog, sempre de excelente qualidade, com uma criatividade massa! Esse panfleto erva-mate/cannabis ficou espetacular, texto muito inteligente, estratégia genial.. enfim, só passei pra deixar uma força e os parabéns pelas iniciativas. Vamos em frente, ainda há muito o que fazer! Grande abraço!

Aninha disse...

Vamos todos juntos lutar por este ideal.
Chega de proibir.
Legalização já!
Não quero mais comprar maconha na mão de traficante.
Não quero comprar mais maconha suja e mal armazenada.
Não quero mais estar contra a lei!!
Não quero mais fugir da polícia ou ser ameaçada por ela.
Fim a opressão!
Chega de arriscarmos os jovens no mundo sujo do tráfico.
Vamos legalizar de uma vez por todas.
Quando é que o Brasil vai se tornar um país de 1º mundo?
Legalizar a maconha deve ser o início!
Proibir é um absurdo!

Anônimo disse...

Muito bom o panfleto e principalmente entre a comparação entre a canabis e a erva mate. Mas como gaucho me sinto ofendido pelo comentario do blog: "evento no qual gaúch@s tradicionalistas comemoram a sua miséria". Provavelmente por falta de conhecimento teu, que recebeu a versão historica "daqueles que venceram a guerra", sustenta esta versão de que 'comemoramos uma derrota'.

Pense o seguinte: voces estão defendendo algo que acreditam, "desproibição". Hipoteticamente, os orgãos governamentais decidem por persegui-los e acabam mortos ou na prisão.
173 anos depois, seus tataranetos orgulham-se do fato de "TEREM LUTADO", e portanto comemoram, mesmo que no final tenha havido uma derrota. Comemoram a atitude, não o desfecho.
É o mesmo com a semana Farroupilha!

Mais uma vez, parabéns pelo trabalho em busca da descriminalização e luta contra o preconceito.
Mas assim como não gosto de ser chamado de "maconheiro vagabundo", também nao gosto de ser chamado "gaucho tabacudo". Preconceito é a base da ignorancia!